A reforma da legislação trabalhista e sindical - Uma defesa da CLT

À direita Cláudio Salm. À direita Cláudio Salm.
Publicado em Debates
Lido 323 vezes

Cláudio Salm é economista e professor do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Nessa transcrição de palestra proferida em seminário organizado pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) no Rio de Janeiro, em 2007, Salm ressalta que tanto os representantes dos patrões quanto os representantes dos empregados possuem posições críticas em relação à CLT, e com razão na maioria dos casos. De maneira simplificada, o empresariado exige maior desregulamentação do mercado e das relações de trabalho, enquanto que os trabalhadores demandam maior autonomia sindical e melhores condições para elevar o poder de barganha junto ao patronato.

Salm analisa essas exigências em um plano mais geral e se propõe a defender pontos essenciais da Legislação Trabalhista e Sindical face às principais restrições feitas a ela pelo lado patronal. Para isso, concentra o desenvolvimento da palestra em três questões: a) nas razões que impõem a necessidade de regular o mercado e as relações de trabalho, b) nas principais críticas patronais à Legislação Trabalhista e Sindical e c) nos motivos pelos quais a CLT ainda sobrevive.

Clique aqui para ler a palestra na íntegra.

Última modificação em Quinta, 15 Setembro 2016 17:44
Patrícia Cagni

Nascida em Brasília, formou-se em jornalismo pelo Centro Universitário de Brasília (UniCEUB). Fez estágios nos jornais "Correio Braziliense" e "O Globo". Atualmente faz a cobertura do Congresso Nacional como repórter de Política do portal Congresso em Foco.

Estamos no Facebook