Os jovens estão mais assertivos politicamente no Brasil?

Os jovens estão mais assertivos politicamente no Brasil? Foto: Agência CNM
Publicado em Debates
Lido 363 vezes

Os pesquisadores Marcello Baquero, doutor em Ciência Política e professor titular do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Vivian Angelo Baquero, doutora em Educação e pesquisadora do Núcleo de Pesquisa sobre América Latina (NUPESAL) da UFRGS e Jennifer Azambuja de Morais, doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da UFRGS e pesquisadora do NUPESAL produziram um artigo que examina como o uso das novas tecnologias de informação e comunicação (NTIC's) influencia na formação da cultura política dos jovens.O texto foi publicado na revista Debates, n° 2, de maio - agosto de 2016.

O método utilizado para a coleta dos dados tomou como base pesquisas realizadas em três cidades do Sul do Brasil: Porto Alegre, Florianópolis e Curitiba em 2015 e 2016. Os autores examinaram como a juventude é vista atualmente, analisaram o impacto das NTIC's na juventude contemporânea, identificaram os condicionantes históricos na socialização e estruturação de uma cultura política juvenil no Sul do Brasil e, por fim, na última parte do debate, analisaram os dados da pesquisa “Democracia, mídias e capital social: Um estudo comparativo de socialização política dos jovens no Sul do Brasil”, realizada em escolas públicas e privadas, com alunos de 13 a 24 anos, nas cidades de Porto Alegre, em 2015, Florianópolis e Curitiba, em 2016.

De acordo com os pesquisadores, os resultados obtidos para a pesquisa sugerem que a socialização política por meio das mídias sociais não vem incentivando, nos jovens, sentimentos e comportamentos relacionados à importância da participação em atividades políticas. No texto abaixo, acompanhe a apresentação dos dados e as conclusões finais sobre o tema.

Clique aqui para ler o debate na íntegra.

Graciete Brito

Graduada em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, e pós-graduada em Assessoria de Comunicação pela Faculdade de Ciências Sociais e Tecnológicas - FACITEC. Foi estagiária em veículos como Revista Foco, Jornal da Comunidade, TV NBR e jornalista com atuação em assessoria de imprensa de entidade sindical e agência de marketing.

 

Estamos no Facebook