Comunicação Interpessoal: Implicações nas relações docentes e ação pedagógica

Publicado em Trabalhos Acadêmicos
Lido 120 vezes

Trabalho acadêmico elaborado pela mestranda do Programa de Pós-graduação em Educação, Nadia Inês Marconatto, da Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc), investiga como o uso inadequado das tecnologias da comunicação priva a comunicação oral humana de evoluir para a verdadeira comunicação. A partir disso, a autora propõe refletir a respeito da contribuição da habilidade comunicativa interpessoal para relacionamentos satisfatórios e realizadores, em especial no ambiente de trabalho docente.

Para a mestranda, a disponibilidade de ouvir para conhecer e compreender e a demonstração do sentimento de gratidão ao empenho dos outros pode ajudar as pessoas a perceberem em que e como poderão contribuir na relação e no aprendizado com os alunos e colegas. “A comunicação bem-sucedida tem início com o desejo. É nesse desejo denso e resoluto que se fortalece nossa disposição ao compromisso incondicional de dizer quem somos, como pensamos e o que sentimos, no gesto de honestidade em relevar-se”, afirma em um trecho do texto.

Para a autora, diante dos distanciamentos das pessoas, a superação dos próprios limites e o acolhimento das limitações alheias é indispensável ao sucesso nessa caminhada, que, sendo individual, possibilita acrescentar ao coletivo. “A decisão é de cada um; o empenho é individual, mas desejando o coletivo; os ganhos são pessoais e somente depois se oferecem ao coletivo”, explica.

Nadia Inês Marconatto é também pós-graduada em Educação Interdisciplinar na Gestão Escolar pelas Faculdades de Ciências Sociais Aplicadas, graduada em Pedagogia pela Universidade do Oeste de Santa Catarina e orientadora Educacional na Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Turismo de Tunápolis (SC). O trabalho foi publicado na revista Unoesc & Ciência, da Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc), na edição de janeiro-junho de 2017.

Clique aqui para conferir a publicação na íntegra.

Graciete Brito

Graduada em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, e pós-graduada em Assessoria de Comunicação pela Faculdade de Ciências Sociais e Tecnológicas - FACITEC. Foi estagiária em veículos como Revista Foco, Jornal da Comunidade, TV NBR e jornalista com atuação em assessoria de imprensa de entidade sindical e agência de marketing.

 

Estamos no Facebook