Pedro Pedrossian, um visionário

Pedro Pedrossian Pedro Pedrossian Foto: Marcos Ermínio
Publicado em Artigos
Lido 154 vezes

Por Francisco Galindo, Ivan Louzada e Marli Iglesias

Com grande tristeza, recebemos nesta terça-feira, 22 de agosto, a notícia do falecimento de um homem que gravou seu nome tanto na história do Mato Grosso e do Mato Grosso do Sul como na do Brasil. Um homem dotado de grande inteligência, visão de futuro, de polidez, discrição, firmeza, equilíbrio, sensatez, humildade, probidade e generosidade, entre tantos outros adjetivos. Este foi Pedro Pedrossian, ex-governador do Mato Grosso e do Mato Grosso do Sul, e ex-senador, que pertenceu aos quadros do PSD, do PTB, do PMDB, do PDS e, atualmente, do PMN. Com 89 anos e atualmente afastado da política, Pedrossian faleceu em Campo Grande.

Como membros da Diretoria Executiva da Fundação Ivete Vargas, queremos deixar nossa homenagem pública a este homem que é uma das figuras mais emblemáticas de Mato Grosso e de Mato Grosso do Sul. Um político à frente do seu tempo, que sempre demonstrou ter espírito empreendedor, além da coragem necessária para realizar transformações nos dois estados que governou. Pedrossian foi governador do Mato Grosso entre 1966 e 1971. Posteriormente, teve forte participação no movimento para o desmembramento do Estado.

Aliás, como contava o próprio Pedro Pedrossian, o nome “Mato Grosso do Sul” foi sugerido por ele ao então presidente da República, Ernesto Geisel. Em 1977, o presidente já estava decidido pelo desmembramento, por entender que a grande extensão do estado de Mato Grosso não permitia que ele fosse administrado de forma racional e eficaz. Para Geisel, a divisão do Mato Grosso propiciaria uma maior promoção do desenvolvimento, principalmente da porção sul do Estado.

Na época em que decidiu pelo desmembramento, o presidente Ernesto Geisel já tinha em mente colocar o nome do novo Estado de “Campo Grande”. Pedro Pedrossian, com sua astúcia, inteligência e habilidade, convenceu Geisel a mudar de ideia, para não desagradar os outros municípios do estado. Dessa forma, o presidente atendeu o pedido, e em 11 de outubro de 1977, sancionou a lei criando o Estado do Mato Grosso do Sul, cuja capital passava a ser Campo Grande.

No ano seguinte, 1978, Pedro Pedrossian foi eleito senador, e posteriormente, foi nomeado governador do Mato Grosso do Sul, cargo para o qual foi reeleito nas urnas em 1982. Tanto à frente da administração de um estado como do outro, Pedrossian deixou sua marca como o governador das grandes obras. Foi ele que que sonhou e planejou obras importantes e fundamentais, entre elas o Parque dos Poderes, o Parque das Nações Indígenas, além de três universidades e cartões postais nos dois estados, que jamais serão esquecidos pela população.

No momento em que apresentamos as nossas condolências à família e homenageamos a figura de Pedro Pedrossian, aproveitamos para lembrar que este grande brasileiro veio a falecer no mesmo dia da morte de uma das figuras mais emblemáticas e inesquecíveis da política do Brasil: o ex-presidente Juscelino Kubitschek. Foi exatamente em um dia 22 de agosto, no caso, no ano de 1976, que um acidente de carro vitimou JK, que até hoje é lembrado pela população brasileira como um dos maiores presidentes que este País já teve.

Mato Grosso e Mato Grosso do Sul hoje choram juntos a morte de um político que deixou uma marca indelével nos dois estados. A obra que ele construiu é eterna, e as novas gerações podem se espelhar em seu trabalho visionário e perseverante em prol do progresso da nossa Nação. Deixamos aqui nossa solidariedade à família e nosso agradecimento ao legado deixado por Pedro Pedrossian para todos os mato-grossenses e sulmatogrossenses.

* Francisco Galindo, presidente da Fundação Ivete Vargas; Ivan Louzada, diretor administrativo e Marli Iglesias, diretora financeira

Última modificação em Terça, 22 Agosto 2017 20:07
Gaia Comunicação

É uma empresa de comunicação sediada na cidade do Rio de Janeiro. Presta serviços de assessoria de imprensa para a Fundação Ivete Vargas.

Estamos no Facebook