Pia Mancini:​​ Como atualizar a democracia para a era da internet

Pia Mancini Pia Mancini
Publicado em Palestras
Lido 388 vezes

Com o objetivo de aperfeiçoar a democracia do século 21, visando um maior impacto na participação dos cidadãos na politica, principalmente por meio das novas tecnologias, a ativista Pia Mancini abordou, em palestra ministrada no TEDGlobal 2014, a importância de debater os conceitos democráticos nos dias atuais. Para a palestrante, na era em que novas tecnologias permitem à sociedade a participação de forma global em qualquer debate, os obstáculos de informação devem ser minimizados, facilitando, assim, a expressão dos desejos e das preocupações dessa sociedade.

Para a palestrante, o sistema político continua o mesmo de 200 anos atrás, e espera que a sociedade fique satisfeita por ser apenas ouvinte passiva de um monólogo. “Realmente não é surpresa que esse tipo de sistema produza apenas dois tipos de resultado: o silêncio ou barulho. O silêncio no sentido de os cidadãos não se engajarem, simplesmente não querendo participar. Há um senso comum, do qual realmente não gosto, que é a ideia de que nós, cidadãos, somos naturalmente apáticos, que evitamos o engajamento”, opina.

Segundo Pia Mancini, não se deve culpar os cidadãos pela falta de empolgação em participar de protestos. “Com certeza, é inevitável o conflito entre um sistema que não mais representa, nem possui mais qualquer capacidade de diálogo, e cidadãos que estão cada vez mais acostumados a representarem a si mesmos”, considera. De acordo com ela, países como Chile, Argentina, Brasil, México, Itália, França, Espanha, Estados Unidos, todos são democracias consolidadas. Os cidadãos têm acesso às urnas para votar e, ainda assim, sentem a necessidade de sair às ruas para que sejam ouvidos.

Ainda durante sua apresentação, Pia Mancini explicou que sua geração tem se saído surpreendente bem com o uso das novas tecnologias para a organização de protestos, muitos dos quais foram bem sucedidos na imposição de agendas, na modificação de legislações extremamente prejudiciais e até na derrubada de governos autoritários. “A questão que quero levantar, e realmente acredito que é a mais importante que precisamos responder, é que se a internet é a nova imprensa, então o que é a democracia para a era da internet? Que instituições queremos criar para a sociedade do século 21?”, indaga.

Pensando em como tentar resolver alguns dos problemas que existem atualmente com as ferramentas que são usadas diariamente, a palestrante fala sobre a ideia da criação de um aplicativo, chamado DemocracyOS. “É um aplicativo web, de código aberto, que foi criado para se tornar uma ponte entre cidadãos e seus representantes eleitos, para facilitar a nossa participação, a partir do nosso cotidiano”, explica. Para Pia Mancini, o que foi preciso fazer foi encontrar motivos que fossem capazes de transmitir esse conhecimento para a sociedade e usá-los para tomar decisões melhores e mais justas. “Não estou dizendo que é fácil, mas, em nossa experiência, apresentamos uma possibilidade de fazer funcionar”, avaliou Pia Mancini.

Assista a palestra na íntegra abaixo.

 
Graciete Brito

Graduada em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, e pós-graduada em Assessoria de Comunicação pela Faculdade de Ciências Sociais e Tecnológicas - FACITEC. Foi estagiária em veículos como Revista Foco, Jornal da Comunidade, TV NBR e jornalista com atuação em assessoria de imprensa de entidade sindical e agência de marketing.

 

Estamos no Facebook