Jonathan Tepperman: ​O​ risco político do progresso

Jonathan Tepperman Jonathan Tepperman Foto: www.ted.com
Publicado em Palestras
Lido 389 vezes

O jornalista Jonathan Tepperman, que iniciou sua carreira ​como redator de discursos de assuntos internacionais na ONU, em Genebra, em palestra realizada no mês de junho de 2016, em Bannf, Canadá, no TEDSummit 2016, abordou os acontecimentos mundiais e a progressão que alguns países obtiveram com o passar do tempo. Para ele, os problemas que ocorrem ao redor do mundo não são fáceis de resolver, porém, não significa que podem ser deixados de lado.

O palestrante, que já escreveu publicações também para o The New York Times, Washington Post, Wall Street Journal, Atlantic e para a Newsweek, viajou pelo mundo e entrevistou vários líderes mundiais. Com base nisso, explicou que no decorrer da sua pesquisa ouviu várias histórias de superação. Entretanto, o jornalista esclarece que todos os países são únicos e o que funcionou em um pode não dar certo no outro. “Nem soluções específicas funcionam para sempre. É preciso adaptá-las conforme as circunstâncias mudam”, observa o palestrante.

Na medida em que Jonathan Tepperman relata casos de países que venceram algumas crises, o palestrante relata outra semelhança evidente entre os bons solucionadores de problemas é que todos são pragmáticos. “Eles vão roubar as melhores respostas onde quer que as encontrem, e não deixam que detalhes como partido, ideologia ou sentimentalismo os atrapalhem”, opina. Além disso, Jonathan Tepperman comenta que superar o medo para fazer grandes mudanças envolve assumir grandes riscos, mas que superá-lo requer coragem. “Políticos corajosos são dolorosamente raros. Mas isso não significa que nós, eleitores, não possamos exigir coragem dos nossos líderes políticos”, avalia o jornalista.

Assista a palestra na íntegra abaixo.

Graciete Brito

Graduada em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, e pós-graduada em Assessoria de Comunicação pela Faculdade de Ciências Sociais e Tecnológicas - FACITEC. Foi estagiária em veículos como Revista Foco, Jornal da Comunidade, TV NBR e jornalista com atuação em assessoria de imprensa de entidade sindical e agência de marketing.

 

Estamos no Facebook